-------------------------------Todos os comentários serão moderados pelos administradores do blog, a fim de se evitarem comentários sem conteúdo pertinente de discussão------------------------------------

terça-feira, 2 de julho de 2013

Leões de sempre... Luisinho


Abre-se aqui espaço a um lugar de evocação. Relembrar jogadores que vestiram a camisola verde e branca é o objetivo.

Começarei por Luisinho, central canarinho de enorme qualidade que evoluiu em Alvalade entre 89 e 92.

Luís Carlos Ferreira veio ao mundo no ano de 1958, na pequena cidade mineira de Nova Lima. Deu os primeiros passos no mundo do futebol no modestíssimo Villa Nova, clube onde também firmou o primeiro contrato profissional. As suas origens humildes contrastava com a souplesse do seu jogo, atraindo rapidamente a atenção de clubes de nomeada no Brasil.

Chegou ao Atlético Mineiro em 1978, dois anos depois era considerado o melhor central brasileiro. No Mundial 82, foi indiscutível numa das mais afamadas seleções canarinhas.

Era um defesa atípico, franzino e pouco exuberante. Compensava, e de que maneira, essas "falhas" com uma visão de jogo verdadeiramente excecional, num nível exibicional onde "classe" era denominador comum.

Chegou, já trintão, a Alvalade em 1989; confirmando todos os enormes predicados que a sua carreira já indicava. infelizmente coincidiu com um período de seca do nosso clube, mas será sempre recordado como um dos melhores centrais a vestir a nossa camisola...

video

Regressou ao Brasil em 1992, alinhando pelo Cruzeiro. Terminou a carreira no "seu" Villa Nova, onde pendurou as botas em 1996 (apenas quatro clubes em toda a sua carreira!).

2 comentários:

  1. Excelente central, dos melhores que vi até hoje a envergar a verde-branca a par de André Cruz, Valckx e Marco Aurélio.
    Luisinho era como diz no post o central que joga em souplesse, sem se dar por ele mas sempre no sitio certo, a bola nunca o atrapalhou, era a antítese de Luisão por exemplo, enquanto Luisão tem colocação mas corta bolas "ao charuto" para o ar, Luisinho saía com a bola dominada e entregava-a jogável.
    Central que deixa saudades!

    bom post Endho

    ResponderEliminar