-------------------------------Todos os comentários serão moderados pelos administradores do blog, a fim de se evitarem comentários sem conteúdo pertinente de discussão------------------------------------

sábado, 31 de outubro de 2015

Sporting-1 Estoril-0 "Leão consolida o primeiro lugar"

Alvalade engalanado com mais de 40 mil espectadores assistiu a um grande jogo de futebol, jogo esse que teve duas equipas a querer jogar á bola e onde o anti-jogo não existiu, vénia feita á equipa da linha.
A partida começou com um sobressalto logo aos 35 segundos com o Estoril a falhar o golo por pouco já com Rui Patricio batido.
O Sporting respondeu e Slimani de cabeça remata por cima e pouco depois é novamente o Estoril a criar perigo com Rui Patricio a fazer uma grande defesa quando a bola parecia que ía entrar.
O jogo estava de parada e resposta, estava dividido, sempre com o Sporting com mais pendor atacante mas por outro lado, em alerta pois os contra-ataques estorilistas eram venenosos e perigosos quase sempre feitos por Bruno César e Gerso.
A partir dos trinta minutos a pressão do Sporting no meio campo começou a funcionar e as iniciativas dos visitantes íam-se esfumando e o intervalo chegou sem que antes tivesse sido marcado um fora de jogo a Teo inexistente que o deixava isolado perante Kieszek e também uma excelente jogada de combinação á entrada da área do Estoril culminada com um remate de Gelson Martins que passou a milimetros do ângulo da baliza do polaco.

A segunda parte foi diferente, o Sporting entrou pressionante e o Estoril de contra-ataque deixou de existir, as oportunidades leoninas íam aparecendo com cadência e Bryan Ruíz falhou á boca da baliza um cruzamento perfeito de João Pereira, quando já todos no estádio gritavam golo.
Passados poucos minutos novo cruzamento, desta vez do lado esquerdo, para a área e Mano corta com a mão uma bola que podería ser rematada por Slimani...penalty claro que ficou por assinalar.

O Sporting trocava a bola no meio campo contrário, variando de flanco constantemente com a finalidade de encontrar um buraco por onde pudesse alvejar a baliza de Kieszek e foi num desses lances que Teo Gutiérrez recebeu a bola (pareceu em posição irregular) e foi derrubado por Mano dentro da área...penalty e golo do colombiano estavam decorridos 55 minutos de jogo.

João Mário continuava a comandar as operações e o Sporting jogava agora em vantagem no marcador, vantagem essa que lhe dava algum conforto para procurar o segundo golo com mais paciência.
Até ao final Jefferson e Gelson tiveram a oportunidade de aumentar o marcador e "matar" o jogo ma não o fizeram, podendo o Estoril no único remate que fez na segunda metade, ter empatado, num tiro de Bruno César a passar muito próximo do ângulo da baliza leonina.

Em suma, vitória justa do Sporting e liderança da Liga mantida com nota bastante positiva.

Nota: o Sporting parece ter "ouvido" o apelo feito pelo "Mistica Leonina" aqui e optou por, enquanto não tem patrocinio, aproveitar o espaço nas camisolas para promover em seu próprio benefício o novo site do clube Sporting.pt

Sporting B-0 Varzim-0

(Futsal) Boavista-2 Sporting-6

O Sporting goleou o Boavista por 6-2 na Liga Sport Zone, realizando uma exibição muito segura, com golos de Pedro Cary(2), Paulinho, Djo, João Matos e Diogo

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Modalidades em dose tripla

(Hóquei) - Sporting-3 Óquei Barcelos -3 (Tuco, Luis Viana e João Pinto) - 9º lugar

(Futsal) - Sporting-2 Sp. Braga-2 (Cavinato e Diogo) - 2º lugar

(Andebol) - ISMAI-25 Sporting-42 - 3º lugar

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Fase de grupos da Taça da Liga, sorteados os grupos

Grupo A: FC Porto, Marítimo, Feirense, Famalicão

Grupo B: Benfica, Nacional, Moreirense, Oriental

Grupo C: Sporting, Paços Ferreira, Arouca, Portimonense

Grupo D: Sporting Braga, Belenenses, Rio Ave, Leixões


Jogos:
Sporting - Paços de Ferreira
Portimonense - Sporting
Arouca - Sporting

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Santa Clara-2 Sporting B-3 (Rafael Barbosa, Viola, Labyad)

Um derby para a história



Muito haverá a dizer sobre o jogo de ontem, mas começo por dizer que este foi um dos jogos que ficará na centenária história dos confrontos entre os velhos rivais de Lisboa.
 
 
Alguns dados estatísticos suportam esta afirmação. A começar pelo facto do Sporting já não vencer na Luz à 9 anos. Se quisermos ir mais longe, desde 1948 que não vencia em casa do grande rival por 3 golos de diferença. Por outro lado, o Benfica já não perdia um jogo em casa desde 2012.
 
 
Jogos entre Sporting e Benfica, pela rivalidade que existe entre os dois emblemas, são sempre quentes (dentro e fora do relvado) e este não foi excepção. As semanas que antecederam o derby deixavam antever que este seria um jogo especial e que estavam em causa muito mais do que 3 pontos.
 
 
Era o regresso de Jorge Jesus à casa que o acolheu durante 6 anos e onde se tornou o treinador mais titulado da história do clube, mas que não foi o suficiente para ser recebido com o respeito que merecia. O Benfica e os seus adeptos optaram por lhe colocar o rótulo de “traidor” e inclusivé acrescentar um processo judicial por alegado incumprimento contratual. Diria que cada um escolhe a forma como quer recordar a sua própria história...
 
 
Para a Direcção do Sporting, que tanto tem lutado pela transparência e modernização do futebol português, o resultado deste jogo seria sempre importante. Uma vitória neste jogo iria ter o condão de unir ainda mais os Sportinguistas em torno do projecto do Clube e dar mais força às batalhas que a Direcção tem vindo a travar e que trazem um natural desgaste às pessoas que dão a cara por elas.
 



Por último, para a Equipa do Sporting, este era o jogo em que os jogadores tinham a hipótese de afirmar de forma clara e inequívoca que queriam lutar pelo título e que tinham o estofo necessário para o conseguir. 
 
 
Para explicar o que se passou no jogo, apetece-me pegar nas declarações do treinador do Benfica, Rui Vitória, proferidas na véspera do jogo, quando afirmou que “… vamos defrontar 11 jogadores do Sporting, não sei se uma equipa…”
 
 
Ora, o que vimos dentro das 4 linhas foi um Sporting que funcionou em pleno como uma equipa, em que todos sabiam perfeitamente o que fazer e quando o fazer (com ou sem bola) e em que o colectivo foi superior às individualidades. Por outro lado, o Benfica nunca conseguiu funcionar como um bloco coeso e pareceu sempre um mero somatório de 11 jogadores que, colectivamente, nunca funcionaram como uma equipa.
 
 
Foi aqui que Jorge Jesus começou a ganhar o jogo, incutindo aos jogadores a ambição e a garra necessária para ir à Luz e trazer os 3 pontos. Quando em Julho disse que era preciso “acordar o leão adormecido”, ele não estava apenas a referir-se aos aspectos técnico-tácticos que se desenrolam nos 90 minutos. Estava também a querer dizer que o leão tinha que assumir uma mentalidade vencedora e os jogadores tinham que sentir que ir à Luz (ou a outro lado qualquer) jogar num palco mais de 60.000 pessoas e querer vencer tinha que ser uma coisa natural. A mentalidade vencedora é o ponto de partida para que os resultados possam aparecer.
 
 
Por isso mesmo, o jogo jogado no derby de ontem foi um reflexo do trabalho que estava preparado e cedo se percebeu que o Sporting tinha o jogo controlado e sabia o que fazer nos diferentes momentos do jogo.
 



Os 3 golos sem resposta ao intervalo foram o espelho da enorme diferença que se sentiu entre os dois colectivos. Um Sporting coeso na defesa, compacto no meio campo e venenoso nas saídas para o ataque, contra um Benfica desligado e que corria muito, mas sem critério e sem criar verdadeiras oportunidades golo.
 
 
Com um resultado tão desnivelado ao intervalo e com a vitória na mão, penso que Jorge Jesus terá pensado que ou partia para o ataque e tentava uma goleada histórica, ou ou então optava por gerir melhor o jogo na segunda parte, mantendo sempre uma pressão alta, mas sem correr grandes riscos, com a segurança de saber que dessa forma a vitória dificilmente escaparia. O Treinador optou pela segunda hipótese e isso também deixa à vista as diferenças entre o Jorge Jesus de outros tempos que apostava sempre no ataque e por vezes corria riscos desnecessários e este que agora treina o Sporting e que me parece mais equilibrado e maduro, não deixando de manter a sua matriz de aposta no futebol ofensivo.
 



Não queria destacar individualidades, porque considero que seria injusto para os jogadores que estiveram em campo e que interpretaram de forma tão sublime aquilo que o treinador lhes pediu.

 
Quero apenas destacar aquilo que fica depois desta noite memorável:
 
 
Um Sporting forte e confiante que segue isolado em 1.º lugar e que tem condições para assim se manter até Maio.
 
 
Um Sporting coeso em que todos os adeptos reconhecem que é no apoio à Equipa e à Direcção que deve estar o nosso enfoque e não dar muita atenção aos que tudo fazem (e continuarão a fazer) para quebrar esta Onda Verde.
 
 
Penso que esta terá sido apenas uma das muitas jornadas de glória que teremos nos próximos tempos! Assim nós saibamos manter os pés bem assentes do chão e saber que depois desta natural euforia, se segue mais um jogo que vale os mesmos 3 pontos e que há que ganhar.
 
 
Esse jogo é já no próximo sábado, em Alvalade, contra o Estoril e a equipa merece o nosso apoio!


Eu vou lá estar… e tú?


benfica 0 - Sporting 3

É muito difícil traduzir este jogo em palavras. Tudo o que de porco o antecedeu, os estrategistas encartados que se dispuseram a achincalhar o leão. Tudo isso pereceu, com estrondo. E o Sporting agigantou-se como há muito não se via, semeando terror e incredulidade.

Jorge Jesus é hoje um homem vindicado. A estratégia de ataque cerrado conseguiu precisamente o oposto. Foi um Sporting forjado em aço que riu das galinhas em debandada, uma força que até fez estremecer o dragoum, numa demonstração de incrível poder.

Mas, apenas três pontos foram ganhos. Como Jesus e BdC demonstraram, não é o ruído, não é a perfídia que ganham jogos. É a atitude e a determinação. Este foi apenas mais um passo!

sábado, 24 de outubro de 2015

(Futsal) Sporting-4 Burinhosa-0

O Sporting recebeu e venceu, esta noite em Odivelas o Burinhosa por 4-0 com golos de Merlin, Fortino x 2 e João Matos.

(Andebol) ABC-34 Sporting-33

O Sporting perdeu esta tarde na dificil deslocação a Braga, perdendo mais uma vez nos últimos segundos de jogo por 34-33.

Marco Ferreira colocou a boca no trombone

O futebol português está podre, a promiscuidade cheira-se á distância e aos poucos vão-se sabendo determinadas coisas e situações que vão fazer com que nada fique como está!

Marco Ferreira em entrevista ao jornal espanhol "AS" colocou a boca no trombone e faz revelações bombásticas...agora, investigue-se e prendam-se os criminosos...este Vitor Pereira nunca me enganou!

para ler a entrevista clique no link abaixo

 Jornal "AS" - http://futbol.as.com/futbol/2015/10/24/internacional/1445642994_796252.html?id_externo_rsoc=co
mp_fb

DIÀRIO DE NOTICIAS - http://www.dn.pt/desporto/benfica/interior/marco-ferreira-diz-que-vitor-pereira-lhe-pediu-para-favorecer-o-benfica-4852671.html

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Taça de Portugal: mais um derby!

O sorteio da 4. Eliminatória da Taça acabou de ditar mais um derby até ao final do ano!

Sporting vs Benfica, em Alvalade.

Dia 21 ou 22 de Novembro.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Goleada tranquila para a Liga Europa



Este era um jogo em que as opções eram vencer ou...vencer! Nas contas do apuramento no grupo, era fundamental somar os 3 pontos e encurtar distância para o Lokomotiv e Besiktas que se defrontavam à mesma hora.

O Sporting apresentou uma equipa formada por jogadores que são habitualmente segundas escolhas no plantel, sendo que 6 dos 11 jogadores que iniciaram o encontro são oriundos da formação (8, se considerarmos os que entraram no decorrer da partida), o que é sempre um facto digno de registo e de destaque.

O adversário, de seu nome Skenderbeu, campeão albanês, não aparentava ter grandes argumentos para impedir a vitória leonina e, decorridos poucos minutos de jogo, rapidamente se percebeu que a história do jogo se iria contar apenas pela marcha do marcador e dos golos do Sporting.

E se a tarefa dos albaneses seria difícil, ficou quase impossível aos 24 minutos quando Hadmi Salihi viu o 2.º cartão amarelo e foi expulso da partida, deixando caminho aberto à vitória leonina.


Até ao intervalo, haveriam de surgir 2 golos para os leões, ambos na marcação de grandes penalidades e por intermédio de Aquilani (38') e Montero (41').

A segunda parte trouxe mais golos e um jogo de sentido único em que as oportunidades se foram sucedendo, tendo sido materializadas em mais 3 golos, por intermédio de Tobias Figueiredo (69') e da jovem promessa da academia Matheus Pereira (64' e 77') que, depois de se ter estreado a titular no jogo da Taça onde marcou 2 golos, voltou a merecer a confiança de Jorge Jesus e não desiludiu, sendo um dos melhores em campo e tendo voltado a bisar. Já leva 2 jogos em 4 golos e começa rapidamente a tornar-se num caso sério nesta equipa!


Da parte do Skenderbeu, apenas a destacar o golo de Bajram Jashnica mesmo ao cair do pano (89'), na sequência de um excelente cabeceamento dentro da área. Foi o ponto de honra para esta equipa albanesa que pouco fez para o merecer, mas que acabou por regressar a casa com o seu primeiro golo na fase de grupos.

Em resumo, foi um jogo tranquilo em que deu para poupar a esmagadora maioria dos elementos do plantel e que seguramente estarão no onze titular no jogo do próximo domingo frente ao Benfica.

Mesmo contra adversários teoricamente mais fracos e acessíveis, já vimos muitas vezes o Sporting escorregar ou vencer com dificuldade, mas desta vez os jogadores não facilitaram e fizeram com que aquilo que na teoria era simples, fosse efectivamente simples dentro de campo.

Nos últimos 3 jogos o Sporting leva o impressionante score de 14 golos marcados e apenas 2 sofridos, sendo que esta nova goleada de 5-1 aproxima o Sporting da frente do Grupo (fica a 3 pontos do Lokomotiv e a 1 do Besiktas) e dá moral para a ida à Luz, onde todos esperam que a equipa esteja à altura de um jogo importante para as contas do título.

Modalidades - (andebol) Sporting-40 Sp. Horta-21 / (hóquei) benfica-9 Sporting-0

terça-feira, 20 de outubro de 2015

OBRIGATÓRIO LER - "Bruno, obviamente demite-te!" por Vitor Miguel Gonçalves

23 de Março de 2013: um dia marcado pela infâmia e pelo horror. Milhões de portugueses (catorze, talvez) irão recordar este dia para o resto das suas vidas, porque neste dia tudo mudou para grande parte deste povo à beira mar plantado.

O que parecia um sonho mau em 2011 confirmou-se um pesadelo volvidos dois anos; desta vez sem a presença do herói paladino Godinho Lopes, sem a esperança da credível nobreza leonina de Soares Franco, “Nobre” Guedes ou Bettencourts, o clube por qual 14 milhões de adeptos simpatizavam tornava-se num grande e grave problema. Que futuro iria ter o Sporting Clube de Portugal?

Mais de uma dezena de milhões de simpatizantes ficaria desgostosa com o resultado das eleições no clube de Alvalade e afinal de contas não seria para menos; para grande parte deles, o Sporting Clube de Portugal tinha deixado de ser o maior rival há décadas, passando a ser visto como um mero bombo da festa pessoal que foi criada (em parte com mérito) durante os últimos seis anos. O Sporting não fazia mal a ninguém, ficava em sétimo lugar no campeonato e perdia derbies atrás de derbies frente ao clube da Luz; por isso até ficava bem a um benfiquista dizer: “Eu até simpatizo com o Sporting, mas…”. Tudo isto para agora vir um tal de Bruno de Carvalho a querer romper com normas estabelecidas e afirmar que queria um Sporting diferente, vencedor, e acabar com quase vinte anos de vassalagem e mediocridade? Com que autoridade?

Mas – porra, Bruno! – quem és tu para vires estragar um futebol português tão harmonioso e livre de conflito?

Por que raio és tu um presidente que, apesar de ter tido (ou talvez não) negócios menos bons fora do futebol, nunca esteve preso 20 meses? Vai lá assaltar um camião, por favor;,assim quem te vir até pensa que a tua idoneidade pode ser posta em causa. Ou então sê gerente da Cimovenda, da Ediverca, da Fipar, e leva cada uma destas à falência, ou sê sócio de alguém que já faleceu…

Por falar em sócio, porque não és sócio dos clubes rivais? Só demonstraria a tua paixão pelo jogo e pelo futebol nacional no seu todo.

Porque não falas em cafés, leites e fruta ao telefone com o Pedro Proença?

Onde estão as promessas de três centenas de milhares de sócios, do maior clube do mundo, dasChampions ou da espinha dorsal da selecção?

Que porcaria de presidente és tu, que se preocupa com passivos e com dívidas? Se ouviste tão bem como eu o Senhor Pedro Guerra, paga o valor da Supertaça ao Jesus – não ligues é ao ordenado em falta que o antigo clube lhe deve – e paga as dívidas que tens ao pobre Godinho Lopes; não vás pelo caminho do Benfica e devas dinheiros a fantasmas como o Brasa F.C.

Por que raio não fazes umas chamadas para o teu amigo Vítor Pereira e escolhes uns árbitros para uns jogos da Taça? E que tal falar com o José Eduardo e oferecer uns vales de refeição para a Casa XXI? Acho que só te faria bem..

Que raio de moral tens tu, Bruno, para achares que podes chegar aqui e pedir sorteios nas arbitragens, em vez de serem os do costume a nomear? Mais, quem pensas que és para pôr em causa a competência dos árbitros portugueses e pedires o vídeo-árbitro? Põe os olhos nos Paixões, Motas, Benquerenças ou Capelas desta vida (peço desculpa a todos os muitos árbitros que podiam ser nomeados, mas não queria encher este texto com muitos nomes), e orgulha-te de teres estessenhores nos relvados portugueses todas as semanas.

Porque tens a mania de explicar tudo aos sócios, de emitir comunicados e de fazer as coisas às claras? Que piada tem isso? Põe os olhos nos outros, Bruno; a piada está em fazer as coisas sem dizer nada à CMVM ou aos sócios, o bom está em vender jogadores em modo “empréstimo”, e todos pelo mesmo valor simbólico: um euro por adepto. Ou então, vender o mesmo jogador mais do que uma vez a clubes diferentes.

Deixa de ser incendiário, e delega essas funções para os adeptos. Não legalizes as claques, não te preocupes com pirotecnia atirada para adeptos dos clubes rivais, por assobios a simularemverylights ou por tarjas a relembrar um assassínio no Jamor.

Por fim, que desplante tens tu de roubar o treinador que o Presidente encarnado quis por nas Arábias? Até me apetecia chamar-te um nome injurioso agora, mas vou-me conter. Então o Benfica queria acabar um ciclo, mandar Jesus para fora de Portugal e tu contrarias essa decisão? Agora é bem feito que toda a justiça, imparcialidade e clareza que existe em Portugal se vire contra ti. Espera lá pelos processos, pelas notícias falsas, pelo mau clima que existe no balneário e pela saída de Carrillo, maior ídolo dos adeptos e melhor jogador verde e branco desde Peyroteu ou Yazalde. Tudo isto é karma, sabes isso?

Como um colega meu de profissão escreveu, passas “grande parte do dia a delinear estratégias para atacar o Benfica”. Se quiseres eu dou-te uma ajuda, mas não digas que vais daqui: coloca pessoas influentes nos lugares certos das organizações competentes; quando precisares de favores de outros clubes, empresta talentos sul-americanos a essas instituições. Usa os jornais para criar notícias falsas, usa argumentos como o envio de SMS ou Football Leaks para “destabilizar” os rivais, e faz isto de preferência antes de jogos importantes, sejam eles para Supertaças ou apuramentos europeus. Coloca pessoas em tribunal – ainda que tenhas contratado treinadores ao Braga em moldes idênticos – só porque sim; não tentes fazer como fizeste com o Marco Silva: essa coisa de acordos amigáveis é para parvos e o que é bom é assobiar para o lado. Pronto, acho que tens aqui já umas quantas dicas úteis.

Mais de dois anos passaram desde este período negro da história do futebol português, mas os medos e o terror ainda assolam as mentes de milhões; cada vez mais este demónio causa uma urticária imensa na freguesia de São Domingos de Benfica e um pouco por todo o mundo, porque, para quem fala na baixa de Malabo, esquecendo-se a reunião do angelical LFV em Dezembro de 2014 com o beato presidente Teadoro Mbasogo, não deve ter visto certamente a festa de arromba do Benfica campeão que aconteceu em Marissol, cidade do Estado de São Paulo, com milhares de adeptos benfiquistas envolvidos, não obstante a ligação entre o maior clube da cidade, o Brasa F.C. Lta. e o clube de São Domingos de Benfica.

Um pequeno aparte: engraçado é que, para todos aqueles que falam das festas em cidades como Newark ou Dili, eu prefiro os prazeres de saber que posso andar pelas ruas de terra batida de Nampula e encontrar jovens com camisolas do meu Sporting e até casas pintadas com as cores e símbolo do clube, daqueles adeptos do dia a dia e não só das vitórias, jovens com dez anos que nunca viram um jogo do Sporting ao vivo mas que se orgulham das camisolas que vestem a dizer Ronaldo, Figo ou Nani.

Domingo há derby; vamos ver quantas notícias sobre o Sporting aparecem nestes dias. Mas nunca te esqueças, Bruno: a culpa é tua…



Por Vítor Miguel Gonçalves

link - http://www.bolanarede.pt/em-destaque/bruno-obviamente-demite-te/#.ViY5gH6rTmE

sábado, 17 de outubro de 2015

(Taça de Portugal) Vilafranquense-0 Sporting-4

O Sporting venceu esta tarde na Amoreira (Estoril), o Vilafranquense por 0-4 e está apurado para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. 
Os leões não deram qualquer hipótese ao adversário e ao intervalo já venciam por 0-3, com dois golos de Matheus Pereira (12m. 16m)e outro de Bruno Paulista (41m). 
No segundo tempo, marcado pelas muitas ocasiões criadas pelos leões, foi Gelson Martins (77m) quem estabeleceu o resultado final de 0-4 que deu a passagem do Sporting á próxima ronda da prova que é detentor do troféu.

(Hóquei) Barcelona-5 Sporting-1

O Sporting perdeu por 5-1 na segunda mão da Taça Continental de hóquei em patins,no reduto do Barcelona, depois de ter ganho em casa por 2-0.
O golo leonino foi marcado por João Pinto e esta derrota frente a bi-campeão europeu em nada belisca a excelente réplica dada por uma equipa de leões guerreiros.

(Futsal) benfica-2 Sporting-1

O Sporting foi ao pavilhão da Luz perder por 1-2 muito por culpa da excelente exibição do guardião da equipa da casa, que fez com que a sua formação não perdesse o jogo.

Os leões entraram melhor, mas foi o benfica a marcar primeiro, por Fábio Felício, já depois de uma série de defesas do guarda-redes encarnado.

Na segunda parte, o Sporting voltou a apostar mais no ataque e chegou à igualdade por Miguel Ângelo.

Depois da expulsão de Alessandro Pataias, os leões voltaram a pressionar, acertaram nos postes e na barra, mas foi um "mete nojo" chamado Gonçalo Alves que fez o golo da vitória

Nos minutos finais o Sporting jogou 5 para 4 mas não houve mais golos, o resultado acabou por ser bastante injusto pois quem mais fez para ganhar foi o Sporting.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

No aproveitar é que está o ganho

Já que se continua numa fase de negociação pela publicidade que irá (ou não) aparecer nas camisolas do Sporting, porquê não aproveitar esse espaço temporal enquanto as mesmas decorrem para promover o que é nosso?

Sería assim tão descabido fazermos publicidade á Missão Pavilhão ou ao Museu do Sporting, por exemplo?

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Tanta opção, para quê complicar?

Hoje em dia somos de bastante privilegiados em termos de informação fidedigna sobre o nosso Sporting, pois temos ao nosso dispor todos os meios de informação necessários para que não precisemos de consumir lixo, o lixo que a comunicação social quer que obrigatoriamente consumamos.

O Sporting há muitas dezenas de anos (31 de Março de 1922) fez nascer o Jornal Sporting, o semanal de um clube, mais antigo da Europa, um local onde semanalmente as informações sobre a vida do nosso clube estão ao dispor de todos nós pela módica quantia de 1euro em papel ou através de uma subscrição on-line.

Na era da informática nasceu o site oficial do clube onde todos os cibernautas podem aceder sem custos, a toda a informação sobre o clube, site esse que está prestes a ser remodelado/renovado.

No meio de tudo isto, temos a forte blogosfera leonina com blogs para todos os gostos e maneiras de pensar, dos mais ferrenhos e apaixonados aos mais corrosivos e reçabiados, onde se trocam opiniões, onde se debate o Sporting com paixão e onde existe também muita informação válida.

As redes sociais oficiais, como facebook, Twitter são também armas de informação bastante concreta.
Como se isso tudo não bastasse o Sporting colocou no ar á pouco mais de um ano a Sporting TV , o canal televisivo do clube em modo canal aberto para que a informação possa chegar a todos.

E aqui está o cerne da questão...com tantas opções, porque é que ainda consumimos jornais que dia após dia inventam falsidades sobre nós e branqueiam problemas reais dos outros rivais? porque é que damos audições aos programas desportivos que tanto denigrem a imagem do Sporting? porque damos clicks nas páginas desportivas de entidades que alimentam a guerra connosco?

Só pode ser masoquismo, ou então falta de inteligência da nossa parte!

O modo "fight & resist" tem de ser aplicado na sua plenitude e nós temos que ser os primeiros a dar o exemplo.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

(Hóquei) HC Braga-4 Sporting-2 "quando a cabeça não está em jogo..."

O Sporting foi esta noite a Braga perder com o HC Braga por 4-2 depois de ter estado a vencer por 0-2.
Ficou patente nesta partida que quando uma equipa está com a cabeça já no próximo jogo, estas coisas acontecem.
Hoje, estes jogadores que tanto têm honrado as nossas cores, falharam a todos os níveis, pois a cabeça já estava na segunda mão da final da Super-taça europeia em Barcelona.

e assim vai o fabuloso futebol português


segunda-feira, 12 de outubro de 2015

É melhor estar caladinho!

Ontem á noite estava a fazer "zapping" pelos canais da TV para ver se encontrava algum filme de jeito para ver, e ao passar pelo "CM TV" reparei que num comentário que passava em rodapé e que dizia "o benfica está a ser inteligente ao não responder" feito por Carlos Janela.

Ora, essa frase suscitou-me dúvidas principalmente por quem a estava a fazer e com essas dúvidas; duas interpretações (visto que eu não estava a acompanhar esse programa):

* a primeira é que mais uma vez se estava a tentar branquear o caso das ofertas aos árbitros, como vem sendo habitual na comunicação social, e que Carlos Janela uma vez mais estava a debitar o seu já visto, ódio pelo clube onde já trabalhou, como que a querer passar a mensagem que no meio desta trafulhice toda, que tem como nome SUBORNO, o Luis Filipe Vieira fosse um tipo ás direitas e que ao estilo "gentleman" não tivesse dado resposta ás acusações feitas pelo presidente do Sporting, só porque o quería deixar a falar sozinho, não ligando a boatos.

* a segunda, e esta, é a mais correcta e real, o benfica não respondeu porque:

- sabe o que fez durante anos, e a entrega dos kit´s camisola/refeições é uma verdade indesmentível (aliás já foi confirmado por vários árbitros).

- neste momento é melhor não levantar mais poeira e deixar o assunto arrefecer porque sabe que se falar, poderá ser desmentido logo de seguida.

- e a razão mais importante: neste momento Jorge Jesus é o treinador do Sporting e sabe perfeitamente o que se passou durante seis anos que esteve a Luz, e isso é o suficiente para o presidente do benfica "baixar a bolinha" sobre este assunto.

Afinal, Luis Filipe Vieira não responde porque a queixa do Sporting é VERDADEIRA!
A policia judiciária está a investigar e os resultados irão aparecer em breve, até porque não será nada de complicado chegar a um veredicto para um caso tão transparente.

domingo, 11 de outubro de 2015

(Futsal) Fundão-1 Sporting-4

O Sporting deslocou-se ao Fundão e venceu por 4-1, já com Marcão na baliza, depois da razia de lesões que assolou os guardiões leoninos, em partida da 6ª jornada do campeonato nacional de futsal, igualando o benfica no topo da tabela, com 15 pontos.

Fortino (9m g.p.), Diogo (11m), Fábio Lima (35m) e Marcão (35m) fizeram os tentos da formação leonina, que não poderá contar com Fortino, para o derby da próxima jornada, que aos 12 minutos foi expulso por a bola lhe ter ído à mão tendo árbitro da partida assinalado grande penalidade. Ate aí tudo bem, não tivesse o pivôt ‘leonino’ visto o cartão vermelho directo, no minímo, forçado

«Serei um adepto fervoroso do Sporting até morrer» - Miguel Lopes

sábado, 10 de outubro de 2015

Hóquei vence Barcelona


Frente ao Barcelona, bicampeão europeu e espanhol em título, o Sporting conseguiu hoje uma estrondosa vitória no Livramento, por 2-0, na primeira mão da Taça Continental. 

Este triunfo foi construído na segunda parte como golos de Cacau aos 36' e Ábalos aos 48', o que deixa excelentes perspectivas para o jogo da segunda mão.

Já começam a faltar adjectivos para qualificar esta enorme EQUIPA de Hóquei!

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

mais um que Casareto enganou


Onde isto já vai

"Um dossier anónimo entregue na Prouradoria-Geral da República (PGR) acusa Maria José Morgado e a sua equipa de investigação de ter ligações estreitas com o presidente do Benfica Luís Filipe Vieira e de, por isso, ter direccionado a investigação do Apito Dourado no sentido de prejudicar o FC Porto e ignorar indícios sobre favorecimentos ao Benfica"  para ler mais clique no LINK

http://www.dn.pt/Inicio/interior.aspx?content_id=663009

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Jefferson até 2020


O rugido do leão somos nós!



A recente presença do Presidente Bruno de Carvalho no programa da TVI24 serviu para nos despertar ainda mais para a "guerra" que esta aberta entre o Sporting e os poderes instalados no futebol português e que tudo farão para que o nosso Clube não consiga recuperar do buraco desportivo e financeiro em que esteve mergulhado nos últimos anos.

Mais do que andarmos a discutir se a ida do Presidente ao programa foi a melhor estratégia ou se esta é a melhor forma (ou não) de defender o Sporting, acho que chegou a hora de nos mobilizarmos e dizermos PRESENTE!

Como? Simples!

- Nas conversas com amigos, colegas, no café, em casa. Sempre que alguém tentar denegrir o Sporting, o Presidente ou seja quem for, não se calem, respondam e defendam o vosso Clube!

- Na internet, nos blogues, no Facebook, Twitter. Não fiquem calados quando vêem que são escritas mentiras e são feitos ataques nojentos ao Sporting. Respondam e reponham a verdade!

- E se financeiramente o puderem fazer, ajudem o Clube.  Existem tantas formas de o fazer: ser sócio, assinante do jornal, comprar GameBox, contribuir para a missão pavilhão, ir a Alvalade ver jogos, etc.

O que importa é que, dentro das vossas possibilidades, faça alguma coisa! Não fiquem parados no vosso cantinho apenas… porque sim.

E não se iludam: os ataques vão continuar, sejam pelos Football Leacks, diariamente na impresa ou através dos outros meios de propaganda que os nossos rivais tão "habilmente" conseguiram criar ao longo dos anos.

Se queremos um Sporting grande e vencedor, que luta pela verdade desportiva, temos que fazer a nossa parte!

O "rugido do leão" somos todos nós no dia a dia. E se cada um de nós fizer um pouco que seja, todos juntos vamos conseguir colocar o Sporting no lugar de onde nunca deveria ter saído!

é só fazer contas


quarta-feira, 7 de outubro de 2015

para os mais distraídos...


(Andebol) Madeira SAD-31 Sporting-32

o cubano Frankis Marzo marcou por 12 vezes

Vitória muito complicada na Madeira, num jogo muito equilibrado e onde ao intervalo o Sporting perdia por 17-15.
Destaque para os 12 golos de Frankis Marzo e os 8 golos de Pedro Portela

Si a ti te gusta...a mi me encanta...


Verdade Leonina ou "quem com ferros mata...com ferros morre"

Estoirou a bomba. O novo blog "Verdade Leonina" está on-line, é um blog oficial do Sporting Clube de Portugal e serve de plataforma de esclarecimento dos casos dúbios do futebol português, onde muita informação importante será "oferecida" a todos, Sportinguistas e não Sportinguistas, um local que promete aclarar muita mente e desmascarar muito mentiroso!

O nosso blog, terá ligação directa na barra lateral direita á "Verdade Leonina"...usufruam!

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Para presidentes bananas, bastaram estes...e mais alguns...


BdC na TVI24, cara e coroa...

Em coerência, um presidente do Sporting Clube de Portugal nunca deveria ir a um programa do, péssimo, nível que é o da TVI. A sua presença ali legitima toda a merda ali produzida e, só por si, é uma justificação que deveria desaconselhar qualquer espécie de incursão. Por conseguinte, BdC prestou um mau serviço à presidência do Sporting Clube de Portugal.

Contudo, a questão não se esgota aqui. Aliás, se calhar nem sequer é o seu ponto mais importante.

É inquestionável uma confluência de interesses nunca vista para dar cabo do clube. As evidências são incontornáveis e apontam para uma campanha sórdida e sem precedentes. A "deserção" de Jesus para Alvalade deu o mote para a devassa sistemática da vida do clube e parece valer tudo para mandar o Sporting ao chão.

Neste contexto, BdC pode ter prestado um valioso ao nosso clube pois tornou evidente que o Sporting é MUITO MAL REPRESENTADO nos merdia. São raros os exemplos de sportinguistas combativos, que não compactuem com o achincalhamento do clube. Os merdia preferem nomes passivos ou com agendas ocultas, que tolerem o insulto repetido ao clube.

Em suma, um mau serviço ao cargo, um importante contributo para o clube.

cmps
Endho

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

A construção do Pavilhão João Rocha continua em bom ritmo

Fotografia de 04/10/2015

Um Sporting vibrante e demolidor

Em dia de eleições, o Sporting recebeu em casa o Guimarães para a 7.ª jornada do campeonato na tentativa de se manter na liderança da Liga. Cerca de 31 mil pessoas não quiseram fazer parte da lista de abstenções e decidiram ir a Alvalade votar Sporting!

Este jogo vinha na ressaca de dois empates consecutivos para a última jornada do campeonato e para as competições europeias, e por isso esperava-se que o Sporting conseguisse vencer e fazer uma boa exibição.

Com as principais figuras de regresso ao onze inicial, Jorge Jesus preparou ainda assim algumas surpresas:

A começar pela titularidade de Esgaio a defesa direito, dando a entender que, definitivamente, quer entregar o lugar no onze a este jovem formado na Academia.

Outro produto das escolas do Sporting, Tobias Figueiredo, ocupou o lugar do lesionado Paulo Oliveira, tendo assim mais uma oportunidade para demonstrar o seu valor.

No meio campo defensivo, após recuperar da lesão contraída em Junho ao serviço da selecção, William Carvalho estava de regresso, o que possibilitou que Adrien voltasse à sua posição natural de número 8.

Para as alas, manteve-se Bryan Ruiz na esquerda, mas com a companhia de João Mário que jogou na ala direita numa posição interior, deixando Gelson Martins no banco.

No ataque, mantinha-se Teo Gutiérrez no apoio ao ponta de lança mais fixo na área: Islam Slimani.

Desde o apito inicial que o Sporting mostrou que queria vencer e convencer, tamanha foi a avalanche de futebol de ataque que construiu. As oportunidades de golo foram-se sucedendo e foi com naturalidade que os golos foram aparecendo.

Aos 11 minutos, Slimani abriu o activo com um cabeceamento fulminante, correspondendo da melhor forma ao cruzamento de João Mário. Uma jogada típica de como se deve colocar a bola na área para o ponta de lança.

Depois de duas oportunidades flagrantes desperdiçadas por Teo, que aos 16 minutos enviou de cabeça à barra e Bryan Ruiz que aos 21 minutos, quase sem oposição, falhou o golo já dentro da área, eis que, aos 23 minutos, um brinde de um defesa do Guimarães coloca a bola de bandeja nos pés de Teo que não desperdiça e faz o segundo golo da partida (o seu primeiro no campeonato).

Nota para o único remate digno de registo do Guimarães na primeira parte, quando aos 30 minutos Rui Patrício bloqueia bem um remate cruzado da esquerda já dentro da área.

Pouco tempo depois de ter feito uma jogada magistral em que, dentro da área, finta tudo e todos e falha o golo por pouco, Bryan Ruiz sai lesionado com problemas musculares, dando o lugar a Gelson Martins.

Chegamos ao intervalo com 2-0, mas com oportunidades de golo em quantidade (e qualidade) suficientes para o resultado poder ser ainda mais desnivelado.

O Sporting praticava um futebol de ataque rápido e atractivo, em que rapidamente conseguia chegar com perigo à área adversária, com os alas a jogar por dentro, abrindo espaço para os defesas laterais funcionarem como verdadeiros extremos (com Jeffersson em grande plano!).


Um meio campo muito bem liderado pelo inevitável William Carvalho que parece que nem esteve ausente 3 meses. A falta que este jogador fez ao Sporting neste início de época! Para além de ser um recuperador de bolas incansável e um muro à frente dos centrais, consegue com que todo o jogo de ataque comece nos seus pés, definindo de forma rápida e simples qual o rumo que os ataques levam: se pela direita, pela esquerda ou através de passes em profundidade... parece que todo o futebol de ataque é pensado a partir dos pés dele. Um exemplo de como para se jogar bem não é necessário andar em correrias desenfreadas. Com William em campo, o futebol é uma coisa simples e eficaz. O Sporting e o futebol agradecem.

A segunda parte não foi diferente e aqui a novidade foi o Sporting não sinais de querer abrandar... foram mais 45 minutos em que a equipa procurou incessantemente a baliza adversária.

Pelo meio, aos 55 minutos, uma entrada assassina de Bouba Saré às pernas de Gelson deixou o Guimarães a jogar com menos um jogador, o que desequilibrou ainda mais a partida.

Minuto 57, cruzamento do "extremo" Jefferson e Slimani, na área, corresponde com mais um cabeceamento mortífero. Estava feito o terceiro golo.

Passados apenas 2 minutos, o placard passa a assinalar 4-0. Desta vez por intermédio de Adrien Silva, na cobrança de um livre à entrada da área.

Uma nota para Gelson Martins que entrou a meio da primeira parte e fez um grande jogo. O jovem extremo formado em Alvalade tem muito futebol nos pés e demonstra já uma maturidade impressionante. Apenas lhe falta ainda um pouco mais de experiência na decisão dos lances. Como foi exemplo disso a oportunidade que desperdiçou ao minuto 77, quando seguia isolado para a baliza e permitiu o corte do defesa que vinha em recuperação. Poderia ter rematado mais cedo ou ter passado a Slimani que estava isolado no centro da área, mas estes são aspectos naturais num jovem de 20 anos que está a fazer a primeira época na equipa principal.

Minuto 78 e a dupla Jefferson / Slimani voltou a fazer das suas: cruzamento e.... golo! Estava feito o 5 da partida a goleada ia-se avolumando.

Mas o futebol é feito de surpresas e quando se pensava que o Sporting iria marcar mais 1 ou 2 golos, eis que num canto sobre a esquerda, naquela que terá sido uma das poucas vezes que colocou a bola na área do Sporting, surge o golo do Guimarães numa bola que sobrevoa a área e cai nos pés de Josué Sá que apenas teve que encostar para o fundo das redes.

É dificil escolher o melhor em campo, já que tivemos diversos jogadores em altíssimo nível. Mas seria injusto não escolher Slimani, já que com 4 remates à baliza conseguiu fazer um hattrick (o primeiro pelo Clube), o que elevou para 5 os golos que já leva no campeonato.


Não poderia deixar passa a oportunidade para referir que o Sporting jogou de início com 6 jogadores formados em Alvalade (e ainda mais 1 que entrou no decorrer da partida). Juntar bom futebol a jogadores "Made In Alvalade" é a cereja no topo do bolo!

Mas estamos ainda numa fase precoce na época em que será prematuro tirar grandes conclusões... depois de um início de época em grande (com a conquista da Supertaça), o Sporting prometia ser demolidor. Depois vieram alguns jogos menos conseguidos o que esmoreceu um pouco o ânimo dos adeptos. Mas eis que surge novamente um jogo de encher o olho, com um futebol de ataque constante, atraente e em que nem sequer deixou o adversário respirar. E isto tudo na ressaca de um jogo para as competições europeias apenas 72 horas antes.

É este o Sporting que todos nós queremos e que nos faz ir a Alvalade! Vamos todos ajudar para que mais momentos destes se repitam!

Sporting 5 - Guimarães 1 "Goleada no regresso de William"

O que mudou no Sporting de hoje em relação às exibições menos conseguidas dos últimos encontros? O regresso de William Carvalho, mesmo a meio gás, permite uma dimensão completamente diferente ao meio campo leonino. 

Com WC, a dimensão defensiva ganha solidez e, sobretudo, a capacidade de passe ganhar enorme qualidade. Com WC, o Sporting avança o seu jogo vários metros, retira espaço aos adversários e hoje o Guimarães foi completamente cilindrado.

Passou a estar tudo perfeito? Claro que não, ainda irritam aqueles passes defeituosos a colocar colegas em dificuldade, ainda persiste alguma falta de posicionamento de algumas peças chave, mas o Sporting está na frente do campeonato. E isso é o que importa.

Por fim, "regressando" ao meu último texto.
Compreendo que se sinta choque perante a afirmação que fiz. Não retiro uma vírgula, pois nasce da minha forma de sentir o clube. Tenho quarenta anos de idade e só vi o Sporting campeão duas vezes. Vi o Sporting maltratado por direções incompetentes e corruptas, coroadas por cooptações e, também, pelo exercício dos sócios. 

Vejo também um presidente a quem reconheço muitas qualidades, mas que, infelizmente, ainda não compreendeu a dimensão do papel que lhe foi confiado. E, também infelizmente, começo a temer que não tenha a capacidade para emendar os seus erros e crescer para se tornar o no presidente que eu esperei que se tornasse.

Eu desejo que o Sporting volte a ser grande, aliás desejo que as páginas mais gloriosas do clube estejam ainda por escrever. Mas para que isso aconteça, temos que ser realistas e duplamente determinados nas tarefas com que nos deparamos. Viver com a cabeça no passado ou perder as estribeiras à primeira provocação é ir no caminho que os nossos adversários nos querem destinar. Atribuir a culpa aos árbitros quando vemos falta de atitude em campo é também tapar o sol com a peneira.

Amanhã, bdc vai brindar a tvi com a sua presença num dos programas mais nojentos na televisão portuguesa. Vai dar conversa a um esquizofrénico que não vale o ar que respira. Uma vez mais, vai colocar-se muito abaixo daquilo que eu exijo ao presidente do meu clube e, com isso, apoucar o Sporting. E não posso deixar de tornar evidente a minha discordância...

cmps
Endo

domingo, 4 de outubro de 2015

(Andebol) Sporting-26 porto-27

Os mesmos pecados da época anterior, fazem com que o Sporting que esteve sempre na frente do marcador, chegando a ter 7 golos de diferença, perca o jogo frente ao porto.

A atitude neste tipo de jogos tem de ser revista, isto não pode continuar a acontecer ano após ano.

sábado, 3 de outubro de 2015

(Hoquei) Sporting-8 Sanjoanense-2

O Sporting entrou com o pé direito no campeonato nacional de hóquei em patins, goleando no Pavilhão do Livramento (8-2) a AD Sanjoanense, sendo que ao intervalo já tinham tudo resolvido, quando venciam por 7-0.

Os marcadores do encontro foram Cacau (2'), João Pinto, André Centeno (2), Ricardo Figueira e Luís Viana (2) marcaram os golos verde e brancos, com Tiago Ferraz a responder para os visitantes.

(Futsal) Leões de Porto Salvo-2 Sporting-8

Cavinato fez um hat-trick

O Sporting goleou neste sábado o Leões de Porto Salvo em casa destes por 8-2, em jogo da quarta jornada do campeonato nacional de futsal. 
Marcaram para os leões Cavinato (3), Fortino (2), Diogo (2) e Djô.

Famalicão-1 Sporting B-1 (Ryan Gauld)

Comunicado da Sporting SAD sobre Carrillo

1 - A Sporting SAD reconhece ao atleta André Carrillo o direito de não querer renovar o contrato de trabalho desportivo em vigor até 30 de Junho de 2016. Como não podia deixar de ser, a Sporting SAD reconhece, aliás, ao atleta todos os direitos que a Lei lhe confere. De igual forma, a Sporting SAD está ciente de todos os seus direitos e obrigações, legalmente estatuídos. Os mesmos direitos que lhe conferem protecção contra trabalhadores que ajam de má fé com a entidade patronal , lhe sejam desleais e a lesem patrimonialmente em montantes muito elevados de forma deliberada.


2- a Sporting SAD tem, desde há cerca de um ano e meio, e de forma continuada, abordado o seu jogador André Carrillo e respectiva representação tendo em vista a revisão e prorrogação do seu contrato de trabalho.


3- Foram apresentadas pela Sporting SAD várias propostas, sucessivamente revistas e melhoradas mediante as condições financeiras que o Clube ao longo deste tempo detinha, e ficando sempre adiada a negociação para data que a contraparte consideraria mais oportuna, nomeadamente, em função da agenda do representante do jogador e do próprio.


4- Note-se bem que as sucessivas propostas apresentadas pela Sporting SAD sendo objecto de rejeição nunca mereciam uma qualquer contra-proposta, o que, com o decurso do tempo, se revelaria como uma postura negocial reiterada de má fé, como adiante ficará evidente.


5- Assim, ia-se gerando na Sporting SAD a expectativa legítima num negociante de boa fé, de que apenas estava em causa o timing das vindas a Portugal da assessoria do atleta quando, na realidade hoje entendemos que contra a Sporting SAD estava a ser usado um expediente de consumir tempo do actual vínculo contratual.


6- Em Agosto deste ano, finalmente, o jogador concretiza uma resposta propondo expressamente as condições que pretendia auferir, algo que foi aceite imediatamente pela Sporting SAD e reduzido a escrito, tendo em vista a sua assinatura.


7- Ainda que tendo à sua disposição a redução a escrito daquelas que eram as suas condições, o jogador solicita a presença do seu agente por, alegadamente, não ter capacidade para ler contratos.


8- Na sequência desta solicitação do jogador, o seu agente reúne com a Sporting SAD, estranhamente sem que André Carrillo o acompanhe, e são-lhe explicados os termos do acordo proposto pelo atleta e aceite pela Sporting SAD.


9- Quando, legitimamente e de novo em boa fé negocial, a Sporting SAD julgava que o passo seguinte e derradeiro seria a assinatura do acordo, relembre-se nos exactos termos que o jogador tinha proposto, o seu agente termina a reunião porque entendia que deveria falar com o mesmo.


10 – O agente do jogador regressa ao contacto com a Sporting SAD para comunicar que o jogador e o seu pai pretendiam que as minutas fossem analisadas por advogados.


11- O que ocorreu com o natural consumo de mais tempo útil do contrato e sem que, uma vez mais, fossem obtidas respostas com a particularidade de agora elas estarem em falta em relação a uma proposta que tinha sido feita pelo próprio jogador.


12- Nesta altura, o agente do jogador envia à Sporting SAD um email indicando que vai aparecer muito brevemente uma proposta de um Clube estrangeiro visando a transferência do jogador.


13- À Sporting SAD era por esta altura mais do que legítimo inferir que o agente do jogador , e o próprio jogador, se preparavam para, uma vez mais, consumir tempo do contrato e refere que a sua pretensão é a de renovar e não de vender o jogador mas, ainda assim, refere-lhe que se recolher uma proposta por um determinado valor que comunicou ao agente, esta seria aceite.


14- Nesta altura, o agente do jogador apresenta uma proposta que reúne a condição atrás expressa e que viabiliza a transferência do jogador para um clube inglês e a Sporting SAD aceita-a.


15- O negócio foi abortado devido ao facto de que é o próprio jogador que, paradoxalmente, afirma recusar a oferta que o seu próprio agente lhe apresentara.


16 – Estes últimos factos ocorrem a poucas horas do fecho do mercado de transferências inglês.


17 – Após o fecho do mercado de transferências e a presença do jogador junto da respectiva selecção nacional, o mesmo regressa e informa a Sporting SAD de que não quer mais jogar pelo SCP e que pretende sair do Clube a custo zero. É este o seu assumido intuito.


18. A Sporting SAD, registando a conduta desleal do seu jogador, comunica à sua Equipa Técnica que o mesmo recairá sob a alçada disciplinar e que vai remeter o assunto ao seu Departamento Jurídico.


19 – Nesta altura, a Equipa Técnica solicita à Sporting SAD uma última tentativa de entendimento na qual se envolve directamente tendo a Sporting SAD acedido e promovido uma nova reunião com o Treinador Principal e o jogador.


20- Nessa reunião o jogador, na presença da Administração da Sporting SAD e do Treinador acaba por adiantar que apenas pretende auferir no SCP a retribuição que considera adequada, reiterando que, afinal, renovaria pelo Clube e condicionando apenas o acordo à presença do seu agente.


21- Numa nova ronda negocial contando com a presença do seu agente, este afirma peremptoriamente que o jogador não teve coragem de afirmar pessoalmente à Sporting SAD e ao seu Treinador que não queria mais jogar no Clube , retomando aquilo que afirmara após o regresso da sua selecção. André Carrillo ouve placidamente as palavras do seu agente.


22- Nesta reunião, face à recusa do jogador e sua representação em apresentar contra-propostas, a Sporting SAD apresentou, ainda assim, uma última oferta contratual, revista e melhorada substancialmente. Sendo a proposta considerada muito aliciante pela representação do jogador, a Sporting SAD enviou as minutas contratuais ao seu agente, o qual, entretanto, se ausentaria de Portugal para Inglaterra sem aviso e sob posterior alegação de motivos de saúde.

23- Posteriormente até esta última proposta é rejeitada.

24- Em mais uma tentativa de encontrar uma solução que, apesar de tudo, fosse satisfatória para todas as partes, a Sporting SAD apresenta uma outra solução ao jogador em que se vincularia, pela sua parte, a permitir obrigatoriamente a saída do atleta em Janeiro de 2016 por um determinado valor acordado com o jogador e prevendo , na contraparte, um outro valor pelo qual a Sporting SAD seria compensada se essa transferência fosse feita para qualquer clube português.


25- O jogador informa a Direcção de Futebol de que está de acordo com esta proposta, pede o respectivo documento para leitura e, novamente, volta com a palavra atrás e recusa-se a assinar o mesmo documento que tinha negociado.


26- Aparentemente esgotadas quase todas as hipóteses de uma solução consensual, barradas sistematicamente pela postura negocial de má fé do jogador e/ou da sua representação, a Sporting SAD assegura uma última reunião que iria ocorrer ontem, dia 2 de Outubro, às 16h30m.


27 – Após confirmação pelo jogador ao próprio Treinador Principal no final do treino da manhã de ontem de que a reunião iria acontecer com a presença do seu representante, esta foi subitamente desconvocada pelo seu agente alegando que não haveria absolutamente hipótese nenhuma de solução para a situação.


28- Neste contexto, detalhadamente exposto, a Sporting SAD considera-se ludibriada e entende que a atitude concertada do jogador e respectiva representação, arrastando o processo de renovação até uma fase em que não existem alternativas, contribuindo para inviabilizar a transferência para um terceiro clube, lesando de forma dolosa patrimonialmente o Sporting em montantes avultados e visando defraudar as legítimas expectativas da Sporting SAD, deveria ser revisitada minuciosamente para se apurar a eventual responsabilidade do jogador e sua representação.


29 – Decidindo-se , portanto, pela instauração de um processo disciplinar e consequente suspensão imediata do jogador.


30 – A Sporting SAD está agora convictamente convencida de que o projecto desportivo com o qual o jogador se encontra comprometido não é o nosso.


31- O assunto foi entregue ao Departamento Jurídico para, em sede própria, apurar estas e outras eventuais responsabilidades do jogador e respectiva representação.

32- Este Comunicado reflecte a única posição oficial que a Sporting SAD tomará, neste momento, sobre este assunto.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

"O Sporting já não é um clube grande"

A frase troou-me sem aviso prévio num meio duma conversa telefónico em que se desfiavam os receios sobre o atual momento leonino. Frase dura, seca, implacável que causou surda discordância por parte do meu interlocutor. Frase que me deixou a alma em sangue mas que tem mais verdade do que aquilo que gostaria.

O Sporting permitiu-se, durante largos anos, arrastar-se em sucessivos exercícios medíocres e incompetentes. Pagou, está a pagar e pagará os efeitos dessas péssimas escolhas. Bruno de Carvalho surgiu como resposta agressiva a esse estado de coisas e muito do seu trabalho se resume à recuperação do clube, com resultados assinaláveis, reconheça-se o mérito.

Contudo (e há sempre um "mas"), o atual presidente manifesta uma enorme dificuldade em interiorizar o cargo que lhe foi atribuído. 

É muito giro andar equipado a mandar uns remates em Alvalade, é curioso encontrá-lo no banco da equipa. Mas esse tipo de predicados não são indispensáveis à sua tarefa, bem pelo contrário.

Na gestão humana da equipa, também lhe faço reparos. Usa e abusa do "quero, posso e mando" e esquece que a solidariedade é a pedra de toque para um grupo verdadeiramente sólido. Lamento, mas não vejo essa solidariedade em campo. Lidou com Carrillo como um perfeito amador. Permitiu que fosse aposta principal sem um contrato seguro e afasta-o a meio da temporada, prejudicando a equipa e introduzindo instabilidade.

O Sporting continua a transpirar amadorismo. Vejo uma liderança mais preocupada em alimentar truculências do que em promover um clube mais forte. Basta de ter o Sporting escarrapachado nas manchetes, basta de comentários brejeiros que em nada beneficiam o clube. A exigência e a competência que pretendemos dos outros deve começar em nós próprios...

Besiktas-1 Sporting-1 "o velho ditado de quem não marca...sofre"

O Sporting desperdiçou ontem á noite uma excelente oportunidade de trazer uma vitória da Turquia, tantas foram as ocasiões de marcar que teve durante o jogo, principalmente por Teo Gutiérrez.

Num jogo em que William voltou á titularidade e em que também Matheus Pereira alinhou pela primeira vez no onze inicial, o Sporting fez uma primeira parte de bom nível não deixando os turcos tocarem na bola, um meio campo onde William serenava a equipa com a sua habitual presença, com posse de bola e acerto no passe, Bryan Ruiz (que marcou o golo leonino) apareceu também no apoio ao ponta de lança, onde fez o seu melhor jogo com a camisola do Sporting enquanto as pernas deixaram, é ali a sua posição natural, é ali que mais rende.

A verdade é que se o Sporting chegasse ao intervalo a vencer por três bolas de diferença não era nada do outro mundo e se assim fosse tería a partida resolvida e os três pontos na mala.

Mas...não foi isso que aconteceu, a segunda parte foi completamente diferente, e na nossa opinião o que fez com que isso acontecesse foi cansaço fisíco que aos poucos se foi apoderando de jogadores como Aquilani, Teo e Ruíz, contando também com um trapalhão Tobias Figueiredo que a cada jogo mostra que tem de ser emprestado para jogar assiduamente, e com um desinspiradíssimo Carlos Mané.

Os turcos, começaram a entrar no jogo e fizeram o empate e foram criando algum perigo em jogadas de futebol directo, podendo inclusivé ter chegado ao segundo tento.

O Sporting não soube "matar" o jogo e depois acabou por não conseguír segurar a vantagem de uma partida que (pelo que se viu) era para ganhar folgadamente.
As contas continuam complicadas visto que o primeiro lugar (Lokomotiv) está a cinco pontos e o segundo (Besiktas) a três.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Explicações sobre os documentos apresentados pelo site Football Leaks

A história chega através de uma fonte do Sporting e remete, pois claro, para o site Football Leaks e para os documentos que dele saem e continuam a sair sobre contratos de jogadores e de treinadores. Lá constam informações confidenciais de SportingFC Porto e Benfica (este, em dose menor), escarrapachadas para quem quiser ver. O Sporting reagiu.

Vamos por partes:

BRUNO PAULISTA E MOSQUITO

Sobre a parceria leonina com o Recreativo Caála de Angola para a compra de futebolistas, o Sporting assume-a e diz que a mesma está exposta no "relatório e contas publicado no site da CMVM a 8/9/2015, nas suas páginas 8 e 9." Nada a obstar, portanto. E António Mosquito? Qual o papel do empresário angolano em Alvalade? "É parceiro de vários clubes no que respeita à compra de jogadores" e garante que a transferência de Samaris para o Benfica tem o dedo de Mosquito.
Ainda assim, diz o Sporting, Mosquito e o Caála não são um fundo, mas sim uma parceria clara, "transparente e legal".

CERVI E OS SEIS MILHÕES

Aqui, o enredo é mais longo e intrincado. De acordo com a fonte leonina, o Sporting esteve muito tempo a "negociar com o Rosário Central", desde abril. Em junho, os argentinos estiveram em Alvalade, e as coisas avançaram com "várias propostas" a última das quais "não teve resposta". Foi aí que o Rosário disse ao Sporting que não era só o Sporting que estava a querer Cervi - havia outro Sporting.
Como assim, outro Sporting? "O Rosário informou-nos de que estava um grupo de pessoas na Argentina a querer negociar o Cervi" em nome do "Benfica, FC Porto e Sporting." Quem era esse grupo de pessoas? O Desportivo de Caála, o parceiro do Sporting, a quem o clube de Alvalade se dirigiu para que ambas as partes se encontrassem a meio caminho de um entendimento. Chegados a essa plataforma, Sporting e o Caála apresentaram uma proposta conjunta que o Rosário rejeitou, por não querer "negociar com o Caála".
Foi então que o Sporting se separou do Caála neste negócio e se chegou à frente "com seis milhões de euros" por Cervi. Acontece que Cervi foi vendido ao Benfica por um valor inferior. "Registámos pela comunicação social, com surpresa, que a compra se ficou pelos 4,8 milhões de euros. É uma situação estranha e que mereceria ser objeto de investigação por parte do Ministério Público."

MITROGLOU E TÉO

E Mitroglou? O Sporting qui-lo, ou não? "O Sporting demonstrou interesse pelo jogador", como uma alternativa a Téo Gutièrrez (se este não viesse) e a Slimani (que estava a renovar contrato). Diz a fonte de Alvalade que Mitroglou deixou de interessar a partir do momento em que os dossiês Téo e Slimani foram resolvidos. Mitroglou foi para a Luz. "Ele foi oferecido pelo seu empresário a outro clube que o contratou por verbas superiores às que faziam parte do que tinha sido acordado com o Sporting."

OS COMENTADORES E OS DOCUMENTOS

Puxemos o filme atrás: António Simões, no programa "Play Off" (SIC Notícias), e Pedro Guerra, no "Prolongamento" (TVI24) apresentaram documentos "que diziam respeito ao Sporting" e "às negociações com os jogadores." Esses documentos, pois, são os que constam no "Football Leaks". Por isso, diz a fonte de Alvalade, o Sporting irá apresentar queixa à Judiciária.
Segundo o Expresso apurou, as queixas deram entrada na PJ na noite de ontem.

in "Expresso"

Vilafranquense - Sporting CP para a Taça de Portugal

O sorteio da Taça de Portugal ditou o encontro entre o Vilafranquense e o Sporting CP, o jogo terá lugar no dia 18 deste mês em Vila Franca de Xira.